FLV Video Gallery

This page require Adobe Flash 9.0 (or higher) plug in.


Blog ABCP
AS RESSACAS DO FUTEBOL PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Thursday, 05 January 2017 21:14

AS RESSACAS DO FUTEBOL BRASILEIRO

Faço ciência há mais de cinquenta anos. Só tem uma coisa que faço ha mais tempo do que ciência : futebol. Sou tricolor desde 1946 quando o Fluminense foi supercampeão contra o Vasco com um gol de bicicleta do Orlando Pingo de Ouro. Existem muitos velhos que estavam na Copa de 50 , mas não tem nenhum vivo que eu conheça, que  estude mais e goste mais de futebol do que eu .Os melhores : Armando Nogueira, João Saldanha Nelson Rodrigues já morreram. Em cinquenta eu cantei touradas de Madrid no 6x1 contra a Fúria espanhola e assisti ao primeiro “Maracanaço” e a primeira ressaca. Escolhemos o Zeze Moreira para 54 . A ressaca aumentou injustamente ,porque  perdemos da seleção húngara , uma das maiores da historia, de Grosics a Czibor. Os melhores eram Kocsis, Hidegkuti e o gênio Ferenc Puskas. Concluíram os “especialistas” erradamente que tínhamos que fazer uma seleção sem negros. Escolheram o Vicente Feola como técnico , que dormia nos jogos , e escalamos em 58 uma seleção de brancos: ao invés de Djalma Santos começamos com De Sordi, ao invés de Didi começamos com Dino Sani, ao invés de Garrincha começamos  com Joel , ao invés de Pelé começamos com Dida. E entre o moreno Vava ficamos com o branco Altafini , o Mazola. Acabou a ressaca e a teoria ariana . Ganhamos com os negros. Daí para frente ganhamos outras quatro Copas sempre com jogadores geniais nas seleções negros e brancos : Pelé , Garrincha, Didi, Tostão, Gerson, Jairzinho, Romário ,Bebeto, Ronaldos ,Rivaldo entre outros. Posso esquecer alguns. Na historia nunca perdemos de 7x1 para ninguém mas ganhamos de 7x1 da Suécia e 6x1 de Espanha em 50 .Cinco a dois foram vários .Ganhamos do Uruguai de 4x0 no Estado Centenário o que não acontecia desde a década de quarenta tendo como técnico o injustiçado Dunga que irritava a mídia porque falava português errado. Agora depois do 7x1 ,nova ressaca. Só que agora o Felipão acha que está tudo bem porque ele chegou em quarto, em casa, e nos não fizemos isto em 2006 e 2010.O Brasil disputou todas as Copas , ganhou cinco, chegou em segundo duas vezes, duas em terceiro e duas em quarto. Em vinte Copas chegamos entre os quatro melhores em onze . Entretanto o Mineiraço  afirmo foi pior do que o Maracanaço.  Tinhamos um timaço em 50 : Zizinho, Ademir , Jair, Danilo, Bauer. Perguntaram ao genial Di Stefano que faleceu recentemente quem era melhor: Pelé ou Maradona. Ele respondeu : Zizinho. Nem sempre os melhores ganham. Os húngaros não ganharam em cinquenta e quatro. A  laranja mecânica não ganhou em 74. Não ganhamos em 82 com Junior, Zico ,Falcão e Sócrates . Chegar em quarto lugar em casa não vale nada. O que deu errado agora. Ganhamos cinco Copas com técnicos apenas razoáveis mas com jogadores excepcionais. Desta vez temos só o Neymar . Dirão, plagiando Nelson Rodrigues os idiotas da objetividade: nossos jogadores jogam nas melhores equipes do mundo. É verdade. Só que lá os técnicos não são razoáveis. São taticamente muito bons. São os melhores do mundo. Os jogadores brasileiros continuam entre os melhores. mas os técnicos brasileiros não estão no mercado internacional. Estão os portugueses, italianos , espanhóis alemães e argentinos. Quantos brasileiros ?  Nenhum  Os nossos “melhores” quando são chamados fracassam. Estes mesmos que estão no comando da seleção de 2014. Não faz sentido agora pensar que os nossos jogadores não são mais os melhores. Nelson Rodrigues vai girar no tumulo. Mas os técnicos? Pergunto qual o Bernardinho do futebol brasileiro na historia? Bernardinho lidera o mundo há uma década e introduz instantaneamente no voleibol o que há de mais inovador no mundo. Além disto, como é genial ,  introduz avanços no Brasil que o mundo vem copiar. Quem é o técnico brasileiro no futebol com este “portfolio”? Nenhum em um século. Arrisco-me a dizer que o Bernardinho no futebol será melhor do que qualquer técnico do futebol brasileiro.  Concluímos que não tínhamos nenhum técnico de gabarito internacional no basquete. Fomos buscar um na Espanha e um argentino, humildemente. Se não fizermos isto no futebol vamos ter mais ressacas. Isto é tudo? Não claro. Existem centenas de escolas no Brasil formando, lapidando nossos diamantes para vender para a Europa e Ásia e para a Turquia. Quem fica rico?  Os atravessadores, ou como eles gostam de se denominar agenciadores . Porque ao invés disto não imitamos o campeonato de futebol americano que convida quem garante uma média de trinta mil torcedores/partida? Porque isto não interessa aos atravessadores. No Brasil o Vasco esta na segunda divisão embora tenha na historia colocado nos estádios 17,5 mil torcedores /jogo em 39 campeonatos , e  o Criciuma que está na serie A , só participou de seis campeonatos e sua media é de 6.2 mil torcedores /jogo. Portugal tem um campeonato nacional lucrativo com vinte times. Sem um Brasileirão de sucesso, que receba nossos diamantes lapidados, nem os craques, nem os gênios, nem os técnicos melhores do mundo vão nos livrar de novas ressacas. Abaixo os atravessadores

Luiz Antonio Barreto de Castro

Empresário, cientista, e tricolor de coração.

5192  caracteres com espaços

 

Last Updated on Wednesday, 25 January 2017 20:16
 
As copas PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Thursday, 05 January 2017 21:14

As copas do Mundo e o desempenho do Brasil

 

Na primeira Copa do Mundo que aconteceu no Uruguai o Brasil teve um desempenho pífio porque por razões políticas não levou o melhor time. A Federação Paulista não cedeu jogadores com exceção do Araken que foi por conta própria. O time foi formado às pressas, com jogadores do Rio de Janeiro. Estreou com derrota para a Iugoslávia, por 2 a 1, e venceu a Bolívia por 4 a 0. Não passou para as semifinais, e terminou a competição em sexto lugar. Alguns jogadores se destacaram : Fausto do Vasco  Preguinho do Fluminense e Moderato do Flamengo .Venceu o Uruguai que já havia vencido as Olimpíadas de 1924 e 1928 na segunda Copa que aconteceu na Itália a Azzura foi campeã sob extrema pressão de Benito Mussolini :Vitoria ou morte. O Brasil fez a sua pior campanha de todas as Copas. O Brasil novamente por razões políticas mandou uma equipe fraca chegando em 14º lugar. Fez uma partida , perdeu da Espanha por 3x1 e foi só .Ja aparece Leônidas como autor do único goil brasileiroWaldemar de Brito, Carvalho Leite e Patesko forma destaques .O Botafogo era a base da seleção. Em 1938 a Copa foi na França e novamente ganhou a Itália. O Brasil pela primeira vez mandou uma excelente seleção e terminou em terceiro lugar. Perdeu da Itália por 2x1 em uma partida controvertida. Domingos da Guia fez um penalty que decidiu a partida .O Brasil por pouco não ganhou o título. O técnico Ademar Pimenta chamou Leônidas, Domingos, Romeu, Hércules, Tim, Perácio. No jogo da estreia, uma vitória por 6 a 5 sobre a Polônia, em partida sensacional, decidida na prorrogação. Depois, empate com os tchecos até na prorrogação levou a nova partida, vitória por 2 a 1, Na semifinal contra a Itália Ademar Pimenta erradamente não escalou o Leônidas   ( artilheiro da Copa) contundido que poderia ter jogado perdemos por 2 a 1. Na disputa do terceiro lugar, a vitória sobre a Suécia por 4 a 2 deu dignidade à campanha brasileira. Já contei sobre o “Maracanaço” na Copa de 1950 Uma fatalidade mas sempre será difícil ganhar do Uruguai que ganhou da Suecia com dificuldade e empatou coma Espanha. Bastava o empate . No Brasil o que grassava era o já ganhou .Foi assim ganhávamos de 1x0 até os 22 minutos do segundo tempo e no final um frango do Barbosa e perdemos a Copa. Tinhamos um timaço.

Last Updated on Wednesday, 25 January 2017 20:16
 
Campeonato brasileiro Rank dos 16 melhores PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Thursday, 05 January 2017 21:10

OS CLUBES DO FUTEBOL BRASILEIRO E A SELEÇÃO BRASILEIRA

No futebol em todos os Países do mundo na Europa na Ásia ou nos Estados Unidos há uma separação nítida entre a estratégia que fortalece os clubes de futebol e a estratégia que fortalece as seleções nacionais. Os clubes fortalecem as seleçoes. Nos Estados Unidos onde o futebol tem ‘altos e baixos’ certamente os clubes de futebol serão promovidos como base para que a seleção de futebol americana seja um dia uma seleção de relevância no cenário mundial. Os americanos já concluíram que sem um campeonato nacional de futebol, viável financeiramente, a seleção americana será sempre fraca.

Os Estados Unidos tem enorme sucesso em todos os grandes esportes: basquete, basebol e futebol americano. Nestes três, os Estados Unidos não tem seleções nacionais. No basquete o “dream team” é uma iniciativa recente, criada para atender, as Olimpíadas. Futebol americano e basebol não participam de iniciativas mundiais porque elas não existem. Todas as iniciativas destes esportes são financeiramente muito viáveis. Apenas no futebol, repito, os americanos resolveram fortalecer os clubes , porque entenderam que sem grandes campeonatos nacionais nunca ganharão uma Copa do Mundo. Os americanos copiaram o que fizeram os grandes países europeus que tem campeonatos nacionais financeiramente fortes e, por isso, tem clubes fortes. Os melhores times do mundo: Barcelona, Porto, Benfica, Boca Juniors são tão fortes que tem escolas de futebol no Brasil dirigidas por “agenciadores” que levam nossos jogadores com quinze anos e nós os compramos de volta com trinta e cinco quando saem do mercado. Pergunte a um garoto de uma destas escolas aonde ele quer jogar , não vai dizer Botafogo, que vai jogar na segunda divisão e que não paga os salários dos jogadores, ou Flamengo que já trocou três técnicos este ano e namorou a Série B. Infelizmente ele não vai dizer Fluminense embora Xerém seja a melhor escola de futebol do Brasil. Ele não vai dizer Santos o time do século ou Palmeiras, a Academia, que vive na segunda divisão. Ele vai dizer: Barcelona ou Real Madrid.

E os agenciadores enriquecem as custas dos clubes brasileiros que devem fortunas. Vendemos nossos melhores craques muito cedo para evitar a falência dos clubes. Futebol é um excelente negócio, menos para o futebol brasileiro e para os seus clubes. Portugal  2,69 vezes menor do que  o estado de São Paulo com um PIB menor do que a cidade de São Paulo tem um excelente campeonato brasileiro. O Brasil com um PIB dez vezes maior do que o de Portugal não consegue fazer um campeonato brasileiro financeiramente viável. E a seleção brasileira? Vai bem obrigado. Ganhamos cinco Copas do Mundo enquanto os clubes seguem falidos. O futebol brasileiro não tem um campeonato brasileiro financeiramente forte, que imite o Campeonato de Futebol Americano. Como fazem os clubes de futebol americanos para participar da American ou National Football Leagues? Garantem público .Não há segunda-divisão. Sem garantia financeira os clubes não participam dos campeonatos nacionais de futebol americano. No Brasil os melhores clubes, que garantem público há trinta nos no Campeonato Nacional, vivem na segunda-divisão: Corinthians, Palmeiras, Botafogo, Vasco da Gama e Fluminense. Enquanto isto clubes que não levam 6.000 torcedores por jogo estão na série A. Temos que acabar com a segunda divisão que copiamos dos europeus. Veja abaixo o ranking dos 16 melhores clubes brasileiros que levaram mais de 400 mil torcedores aos campeonatos ao longo de trinta anos. Estes clubes não podem ir para a segunda divisão. Podemos estabelecer uma média de publico mínima para que os 16 continuem na Serie A: doze mil torcedores/jogo. Sobra espaço para quatro clubes que serão os primeiros colocados da Serie B. Ganhamos cinco Copas do Mundo com jogadores de clubes que vivem na segunda-divisão ou que podem ir no próximo campeonato: cariocas, paulistas e gaúchos. Campeonato nacional é uma coisa seleção brasileira é outra coisa. Sem clubes fortes não vamos ganhar mais nenhuma Copa do Mundo!

Rank

(*)

Clubes

Média de

Público

Participação

Campeonato Série A

Público

X

Participação

1

Flamengo

27.094

40

1.083.760

 

2

Atlético Mineiro

24.298

39

947.622

 

3

Corinthians

21.917

38

832.846

 

4

Cruzeiro

19.754

40

790.160

 

5

Bahia* (até 2003)

24.983

31

774.473

 

6

Internacional

18.168

40

726.720

 

7

Palmeiras

18.252

38

693.576

 

8

Vasco da Gama* (até 2007)

17.467

39

681.213

 

9

São Paulo

17.019

39

663.741

 

10

Grêmio

16.998

38

645.924

 

11

Fluminense

15.675

38

595.650

 

12

Santos

13.751

39

536.289

 

13

Botafogo

13.364

39

521.196

 

14

Sport

14.931

31

462.861

 

15

Goiás

13.448

34

457.232

 

16

Vitória

12.699

32

406.368

 

Last Updated on Wednesday, 25 January 2017 20:16
 
Futuro incerto PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Thursday, 05 January 2017 21:09

Futuro incerto

 

É inacreditável como nos últimos 12 anos de PT a política externa principalmente da Dilma carreou bilhões do seu e do meu imposto para Países da América Latina, na calada da noite, como se fazia na época da ditadura militar, em “tenebrosas transações”, como dizia Chico Buarque. A generosidade brasileira parece ignorar que ainda temos muita miséria no País. Só no Nordeste, milhões. A Dilma ignora que precisamos investimentos de infraestrutura aqui, não em Caracas, onde, só para o metrô foram mais de trezentos milhões de dólares, fora a hidroelétrica. O Fidel ganhou um Porto novinho. Para o Evo Morales mandamos 434 milhões de dólares americanos, sem previsão contratual, para comprar um gás com componentes nobres que não são usados segundo o TCU.

 

Um artigo do Correio Brasiliense de hoje, 23 de outubro de 2014, deixa claro que a PETROBRAS vai quebrar. As ações caíram de R$50,00 para R$16,00. O mesmo artigo diz que a empresa vale R$212 bilhões e tem uma dívida de R$307 bilhões. Tem um ditado, que ouço desde menino, que diz que o melhor negócio do mundo é um poço de petróleo bem gerenciado. O segundo melhor negócio do mundo é um poço de petróleo mal gerenciado. O PT conseguiu a façanha de assistir a destruição da PETROBRAS, durante doze anos, corroída pela corrupção e por péssimos negócios e, pasmem, ninguém sabia. Ninguém é responsável. A operação Lava Jato revela continuamente fatos estarrecedores. Como um câncer que a cada dia mostra novas metástases e todos agora querem prêmio pela denúncia das corrupções que eles mesmos operaram. É inacreditável. Só concluímos 14% do PAC. Que aceleração é esta? A Dilma afirma no mundo de hoje onde tudo se torna instantaneamente transparente pela INTERNET, como se fosse a ‘versão de saias’ do Antonio Conselheiro. Está tudo pronto. Desde a transposição do São Francisco à Norte Sul. O sertão vai virar mar e o mar virar sertão. Há doze anos não se retira uma molécula da biodiversidade brasileira. A ACHE esta sendo processada porque cometeu a ousadia de descobrir o ACHEFLAN. O Elibio Rech da Embrapa foi processado porque utilizou uma aranha como se ela fosse a última e a espécie com a sua pesquisa estivesse ameaçada de extinção. Nos últimos anos o MMA investe agora contra a biodiversidade marinha para impedir que além da floresta não usemos nem esta última fonte de biodiversidade. Há duas décadas não temos uma lei que possibilite o acesso a biodiversidade e a proposta que tramita no Congresso é a pior de todos os tempos.

 

Da ciência e da tecnologia que o Lula incentivou nos tempos em que o Sergio Rezende era Ministro de C&T restou, depois da Dilma, o Ciência sem Fronteiras. “Acabou a farra” disse ela a um Ministro de C&T de plantão. Investimos em ciência proporcionalmente a metade dos Estados Unidos. Não saímos de 1% do PIB. O MMA trabalha para transformar o território nacional em grandes reservas florestais ou terras demarcadas para os índios de onde não se pode extrair nada, recursos naturais vivos ou mortos. Continuamente exige estudos de impacto ambiental de tudo que se quer fazer e para o País, da agricultura aos projetos de infraestrutura. O país está parado. O PIB consegue crescer menos do que todos, menos do que a Rússia. Na inflação só ganhamos da Venezuela que, rica em petróleo, conseguiu com a sua revolução bolivariana a façanha de acumular uma inflação de 30% ao ano. Perdemos até da Argentina falida. O MMA no entanto não consegue impedir a destruição da floresta pelos madeireiros.

 

 

Em vinte anos só na Amazônia destruímos uma Alemanha. Da Mata Atlântica sobraram 4% e do Cerrado 14%. Falta destruir o Pantanal que não atrai os madeireiros, mas vê a sua fauna desaparecer gradualmente. A agricultura agora é acusada de causar as mudanças climáticas. A Embrapa não tem dinheiro para se defender. Em 75 anos esta é a pior gestão que assisti na minha vida. Vive de bolsas de todos os tipos para se eleger eternamente. Discorda de qualquer projeto que não sai da cabeça dela: isto não fica em pé. Os que discordam dela os chama de agourento como o personagem de Camões que vaticinava a favor do infortúnio sobre as expedições marítimas portuguesas, sentado no Porto. As expedições portuguesas tinham mais sucesso do que as dela. Para piorar, o país secou como nas pragas da Bíblia. Secou porque deixamos. Há excesso de água em rios que poderiam desembocar no Tietê como o Paraíba do Sul ou no São Francisco como o Tocantins se obras importantes fossem feitas. Mas e os impactos ambientais???

Quando votei no Lula, disse comigo mesmo: o PT não vai meter a mão no meu bolso. Doce ilusão depois do mensalão, da PETROBRAS e de tudo mais. E os ‘caras pintadas’? Sumiram do cenário. Deram lugar ao vandalismo financiado sei lá por quem, porque “there is no free lunch”. Este é o nosso futuro: incerto.

 

Luiz Antonio Barreto de Castro

 

(*) Luiz Antonio Barreto de Castro é Membro da Academia Brasileira de Ciências e Presidente da Sociedade Brasileira de Biotecnologia e foi Secretário do Ministério de Ciência e Tecnologia por 15 anos.

Last Updated on Wednesday, 25 January 2017 20:17
 
Aedes aegypti do Bem O mosquito OX513A como uma ferramenta efetiva contra o mosquito da dengue e da chikungunya PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Thursday, 05 January 2017 21:07

Aedes aegypti do Bem O mosquito OX513A como uma ferramenta efetiva contra o mosquito da dengue e da chikungunya

 

O que é o Aedes aegypti do Bem? É uma linhagem de mosquitos macho geneticamente modificada do Aedes aegypti. Batizada de OX513A, ela é mais conhecida como Aedes aegypti do Bem. Os Aedes aegypti do Bem podem ser liberados em áreas específicas para combater o mosquito da dengue da chikungunya e da Zica vírus visando cuidar da saúde das pessoas.

Como age o Aedes aegypti do Bem? O Aedes aegypti do Bem é liberado no ambiente e cruza com as fêmeas selvagens. Seus descendentes morrem antes de chegar à fase adulta, diminuindo a população das próximas gerações de mosquito Aedes aegypti selvagem

Resultados A solução da Oxitec já suprimiu o mosquito Aedes aegypti em mais de 90% em seis locais em comparação com áreas não tratadas e independente de efeitos sazonais:

Itaberaba (Juazeiro, Brasil) -93%

Mandacaru (Juazeiro, Brasil) -99%

Pedra Branca (Jacobina, Brasil) -92% East End***

(Grande Caimão, Ilhas Cayman) -96%

Nuevo Chorrillo (Cidade do Panamá, Panamá)

Piracicaba -99%

Benefícios

Seguro: machos não picam e não transmitem a dengue nem a chikungunya. Descendentes morrem. Genes adicionais não produzem toxinas nem alergênicos.

Efetivo: diminui a população selvagem de Aedes aegypti e mantém o nível dela abaixo do limiar teórico de epidemia de dengue.

Amigo do ambiente: não se reproduz com outras espécies. Não se perpetua no ambiente.

Prático: marcador fluorescente permite assegurar a eficácia da liberação no ambiente.

Custo-benefício: viável economicante em uma escala de um bairro a uma cidade. Mais indicado para solucionar infestações difíceis.

No laboratório, ovos do Aedes aegypti receberam em 2002 uma injeção com dois genes. Um para produzir uma proteína que impede seus descendentes de chegarem à fase adulta caso não recebam um antídoto e outro para identifica-los sob uma luz específica do microscópio. Após o desenvolvimento da linhagem, o Aedes aegypti do Bem se reproduz em laboratório e todos seus descendentes carregam os genes adicionais.

A Oxitec mantém uma colônia de Aedes aegypti do Bem para produzir ovos geneticamente modificados. Esses ovos crescem em água e se desenvolvem primeiramente até a fase de larvas e depois pupas. Na fase de pupa, machos e fêmeas do Aedes aegypti do Bem são separados por tamanho. As fêmeas são descartadas e os machos criados até a fase adulta para serem então liberados no ambiente.

Perguntas frequentes

Quanto tempo o Aedes aegypti do Bem sobrevive no ambiente? Estudos mostraram que o Aedes aegypti do Bem vive de 2 a 4 dias após serem liberados.

O que acontece quando animais comem o mosquito Aedes aegypti do Bem? Ele é digerido pelo animal como qualquer outro inseto. Os genes adicionais não produzem toxinas nem alergênicos.

Como é feito o acompanhamento da supressão dos Aedes aegypti selvagem? O monitoramento da supressão é realizado mediante o uso de armadilhas para ovos de mosquitos. Com base na análise da fluorescência das larvas é possível saber qual a porcentagem de ovos são descendentes dos machos do Aedes aegypti do Bem. Assim sua taxa de liberação pode ser, se necessário, ajustada.

Quais as consequências para o ambiente se o Aedes aegypti selvagem for erradicado de uma região do Brasil? O Aedes aegypti selvagem é uma espécie invasora no Brasil vinda da África e não é fundamental para a alimentação de nenhuma espécie animal presente no Brasil.

Como a Oxitec faz para que os Aedes aegypti do Bem não morram ao serem desenvolvidos no laboratório? Para evitar a morte dos Aedes aegypti do Bem é adicionada tetraciclina na água em que eles se desenvolvem até a fase de pupa. Essa substância impede a atividade do gene inserido no Aedes aegypti do Bem, mantendo-o vivo.

Há quantidade suficiente de tetraciclina na natureza para que os descendentes do Aedes aegypti do Bem se desenvolvam? Não.

A Oxitec tem unidades de produção de Aedes aegypti do Bem no Brasil? Sim, a Oxitec tem uma unidade de produção em Campinas (SP). A quantidade de Aedes aegypti do Bem necessária para tratar uma cidade grande demandará mais unidades de produção.

Qual tipo de projeto a Oxitec pode realizar com os mosquitos Aedes aegypti do Bem? A Oxitec pode fazer projetos com o Aedes aegypti do Bem em todo o território nacional, pois já recebeu a “liberação comercial” da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). Esses projetos têm o objetivo de otimizar os parâmetros operacionais de campo e tornar ainda mais eficiente seu uso. A comercialização do Aedes aegypti do Bem poderá ser feita após o registro comercial junto a Anvisa, órgão responsável pela regulamentação e fiscalização das tecnologias em saúde pública no Brasil.

Onde fica a Oxitec do Brasil? A Oxitec do Brasil está localizada em Campinas (SP) onde tem um escritório e uma unidade de produção. É uma subsidiária da Oxitec Ltd que tem sede em Oxford, na Inglaterra. A Oxitec Ltd pertence à Intrexon Corporation

Last Updated on Wednesday, 25 January 2017 20:17
 
<< Start < Prev 1 2 Next > End >>

Page 1 of 2

Contact on Line

If you want to consult ABCP on Line use Contact Us