FLV Video Gallery

This page require Adobe Flash 9.0 (or higher) plug in.


Livros
Livro - Corrupção PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Wednesday, 05 October 2016 12:42

Corrupção

Luiz Antonio Barreto de Castro

 

A corrupção é como uma medusa. Não adianta cortar uma cabeça. Todas exercitam a mesma cultura. Tem o mesmo veneno

 

PREFÁCIO

Este não é um livro singular. O que você vai ler está em todos os jornais e canais de televisão. Na verdade este livro não passa de uma coleção analítica das bases que regem a corrupção no Brasil. Destaco que em minha opinião a corrupção constitui o maior problema brasileiro. Corrupção sobre todos os aspectos desde o petróleo ate furar fila. Em Países organizados furar fila ou atravessar fora da faixa: J Walking, dá multa. Por que é assim? Porque é melhor prevenir. Custa mais barato à sociedade que ao final paga todas as contas. Estou chegando ao fim da minha vida e constato que convivi até hoje com uma crise de caráter séria no Brasil e que não parece diminuir com o tempo. Resolvi analisar o que sempre ocorreu no Brasil e que é responsável por seu único problema: a corrupção. Todos os outros problemas são decorrência do primeiro. Por que convivemos com a corrupção no Brasil? Porque, desde cedo, se estabeleceu que o melhor é ter do que ser. José Duarte, filósofo e pai de Raul Ribeiro, meu colega de turma na Rural um dia quando ainda entrávamos na Universidade me colocou diante deste dilema. Disse ele: você vai ter que decidir se quer ter ou ser. Escolhi ser e moro em uma chácara que não tem escritura. Durante meus quinze anos como Secretário de P&D do Ministério de Ciência e Tecnologia fui, por dez anos, Secretário Executivo do maior programa de C&T da história do Brasil: O PADCT. Seiscentos e quarenta milhões de dólares investidos no período. Um parente que vou declinar identificar uma vez perguntou: Luiz diga que você tem ao menos 1% na Suíça. Não me decepcione. Quando olho ao redor verifico que a maioria como este meu parente escolheu ter. Não faz muito tempo estabeleceu-se a ‘lei Gerson’ dos que gostam de levar vantagem em tudo, mas, muito antes disso, tenho observado que o enriquecimento - via de regra - não é fruto do talento no Brasil. É ilícito, e não sofre sanções penais. Por esta razão, criou-se um caldo de cultura que estimula o exercício da falta de caráter. É inacreditável como as pessoas enriquecem instantaneamente o que em qualquer País suscitaria dúvidas. No dia 12 de maio Nelma Kodama, aquela que disse que não fugiu com 200 mil euros na calcinha e sim nos bolsos de traz da sua jeans, fez uma constatação, cínica e patética, mas é duro admitir possivelmente verdadeira. Disse ela que se a corrupção parar no Brasil o País para. Ou seja: o Brasil é movido pela corrupção. Neste momento todos os projetos relacionados a Petrobras estão demitindo. Ontem vi que o projeto Minha Casa Minha Vida está demitindo sumariamente e não vai conseguir entregar as casas ainda em construção. A operação Lava Jato exercita uma estratégia chocante e aparentemente a única forma de descobrir os desvios de dinheiro do “petróleo”: a delação premiada. Quem denunciar reduz sua pena. Gradativamente o volume de dinheiro desviado ilicitamente da Petrobras aumenta e as penas diminuem. Chegaremos a bilhões. Mas a corrupção como disse é uma cultura. Portanto o roubo tanto pode ser de bilhões com de alguns poucos reais dos ‘flanelinhas’. A cultura é a mesma: ganhar sem ter direito, ilicitamente. E a medusa tem uma enorme quantidade de cabeças. Tantas que se houvesse um Prêmio Nobel em corrupção ganharíamos o nosso primeiro Nobel. O brasileiro fica em casa pensando como ele vai burlar a lei e enriquecer sem trabalhar. Roubam tudo, do “mensalão” ao “petrolão” à merenda escolar, ao seguro de defuntos, INSS, operações cirúrgicas, licitações as mais diversas, de obras, parques, portos, estádios, colégios, prestações de contas dolosas, cartórios, procuradores, despachantes, nepotismo, cambistas, criam ‘empresas laranjas’ para citar algumas. No decorrer deste livro outras surgirão porque a versatilidade do brasileiro para burlar a lei é riquíssima. Surpreende como o Brasil é a oitava economia do mundo. É obvio que apesar da cultura da corrupção muito se constrói neste país. Será a corrupção uma particularidade brasileira? Não creio, existe corrupção em outros Países, mas o Brasil não está bem situado. Para começar a cultura é fortalecida porque o Governo usa inadequadamente os impostos que todos nós pagamos. Pensa que é dele e resolve fazer com o seu imposto o que quer, sem dar satisfação nem devolver à sociedade os benefícios que deveriam resultar da utilização destes impostos: outra forma de corrupção. Esqueci desta. Vamos ver neste livro que estamos mais ou menos a meio caminho entre os menos e os mais corruptos, mas, como todo brasileiro tem que ser otimista, resta a expectativa que podemos melhorar se operações como o Mensalão e a Lava Jato se expandirem para outros setores. É melhor exemplificar a partir de mega processos como os já citados do que prendendo os menores, mas igualmente corruptos

Last Updated on Wednesday, 05 October 2016 13:13
Leia o livro na integra !!!
 
Livro - O Futuro do futebol brasileiro PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Wednesday, 05 October 2016 12:53

O Futuro do futebol brasileiro

Índice

  1. Prefácio
  2. Os inventores do futebol
  3. OS CENTRO AVANTES
  4. Pelé
  5. AS COPAS DO MUNDO E O DESEMPENHO DO BRASIL
  6. DE ONDE SAIRÃO NOSSOS FUTUROS CRAQUES: A PELADA DE RUA O FUTEBOL DE AREIA O FUTEBOL DE VÁRZEA E O FUTEBOL DE SALÃO
  7. O que podemos aprender com os Estados Unidos, com O FUTEBOL AMERICANO JOGADO COM AS MÃOS E com O SOCCER
  8. A GESTÃO DO FUTEBOL BRASILEIRO
  9. OS CLUBES DO FUTEBOL BRASILEIRO O CAMPEONATO NACIONAL E A SELEÇÃO BRASILEIRA
  10. A PRIMEIRA LIGA E OS CAMPEONATOS REGIONAIS
  11. O PROFUT

 

PREFÁCIO

 

Escrevi alguns livros nos últimos cinco anos depois que sai do Governo. Três sobre ciência, um sobre corrupção. Era Secretário de Pesquisa e Desenvolvimento no MCTI –Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação. Fui durante quinze anos. Não acho correto colocar o “I” porque o Brasil não faz inovação. Quando era Secretário do MCT não tinha o “I”. Agora vou escrever sobre futebol, o que mais gosto na vida depois de ciência onde ainda atuo. Assino a revista Science há mais de 30 anos e leio os números que recebo a cada semana (vejam o meu blog  na Nature/Bioentrepreneur:http://blogs.nature.com/tradesecrets/author/lbarreto). Faço isso antes que as histórias que me lembro caiam no esquecimento ou sejam atribuídas a outros que não foram seus verdadeiros autores. É impressionante verificar como as autorias mudam. Contando estas historias a maioria que eu vivi pessoalmente eu me sinto um pouco, como o Tom Hanks personagem do extraordinário filme do Spielberg (como todos que ele faz) do mesmo nome: Forrest Gump Contador de histórias. Vou dar um exemplo: quando cheguei nos Estados Unidos na década de sessenta para fazer um mestrado (em sessenta os mestrados eram feitos no Exterior) vi os americanos chutando aquela bola oval, desajeitados, de bico, para fazer os “field goals” que valem três pontos no futebol americano. A bola tinha que passar por cima do gol que é um Y e não por baixo. Fui chutar aquela bola e achei muito fácil passar por cima do gol em chutes de quarenta metros (cinquenta jardas) chutando como se chuta uma bola de futebol, com o lado do pe´. Pensei: algum dia um brasileiro vai ficar rico chutando “field goals”. Depois que o Pelé quase fez um gol na Copa de setenta chutando do meio de campo todos começaram a chutar do meio do campo (o do Fred em 3 segundos é um dos mais conhecidos).  Os americanos foram gradativamente adotando o “soccer style” e hoje ninguém chuta de bico. Ontem cheguei em casa e vi o Cairo Santos um brasilense fazer dois “field goals” de 50 jardas pelo Kansas City Chiefs nos “playoffs” chutando com o lado interno do pé. Vai ficar rico.

 

Last Updated on Wednesday, 05 October 2016 13:19
Leia o livro na integra !!!
 
Livro - Tópicos sobre Biotecnologia no Brasil PDF Print E-mail
Written by Luiz Antonio   
Wednesday, 05 October 2016 13:13

TOPICS  ABOUT  BIOTECHNOLOGY  IN  BRAZIL

 

 

Luiz Antonio Barreto de Castro

 

 

Scholar`s Press

CONTENTS

 

Foreward                                                                     4

Brazil Feeds the World 6

No Genes No Future 8

Brazil’s Laws 11

The Future of Startups in Brazil 14

The Patent System in Brazil 16

Brazil as Host 19

GM Plants and 7 Billion People 22

The Public Perception of GM Plants 24

Genes are Flowing 27

Encouraging Pharma in Brazil 29

Brazil and Africa Should Partner To Develop Biotechnology For The Poor                                                                31

The Gene Revolution Is In Africa 36

Africa’s Way Forward 38

GM Animals In The US 40

Standing Up for Preclinical Tests 42

Failing To Control Earth’s CO2 44

Aggregate Value To Brazil’s Agribusiness – Or Else 47

Encouraging Pharma in Brazil 2: Shifting Paradigms 50

International Technology Transfer 53

Mixing Science and Politics 55

Biotech for the poor 57

The Future of Sustainable Use Biodiversity in Brazil 59

Standing Up For GMO`s                                                                61

Bibliography                                                                                    63

 

Foreward

 

While Herbert Boyer expressed the insulin gene in Escherichia coli in California in 1973 and established Genentech I started a PhD at UC Davis. I followed the Biotechnology development during the last four decades and built this area in Brazil at EMBRAPA in CENARGEN –The National Center of Biotechnology and Genetic Resources since 1980

Genetic engineering is an area still under severe controversy particularly in Brazil where early this March of 2015 more than a hundred women invaded FUTURAGENE and destroyed almost a decade of science accumulated by this company in GM Eucalyptus. Biotechnology has progressed in Brazil under strong reaction by activists that continuously destroy experimental work being developed by several companies and unfortunately do not pay the price to work illegally. It is unfortunate that even in other countries reactions of this sort happen like the destruction of the experiments with golden rice in the International Rice Institute in the Philippines.

Never in history was a technology so pursued by activism and as we follow the history Biotechnology since the name of the technology was Recombinant DNA, scientifically we do not encounter reasons for these attitudes, because genetic engineering caused no harm neither to man nor to the environment since Asilomar that decided for a moratorium for the technology early in the seventies and prompted NIH to design rules for its safe use adopted all over the world.

I try to describe the story of Biotechnology in Brazil, touching regulatory issues, comparing the success of applications in agriculture compared to the failure in the pharmaceutical sector. I propose some ways for the future of Biotechnology in Brazil particularly thru changing paradigms that will take Biotechnology to the small farmers In 2013 I published an EBook : Opportunities and Limitations for Biotechnology Innovations in Brazil I strongly recommend ,published by EBook Bentham and Sciences that include several of these topics. Why have I decided to publish another Book in such a short period of time. The reason is that science and technology move very fast. I can expect that shortly we will not be disputing about transgenics because we will be using intragenics where the genes in a process of genetic engineering will not have to be exchanged between species (1) Equaling important will be CRISPR/CAS Genome Editing and Synthetic Biology. Also the format of the Books is different. The EBook by Bentham and Sciences is more analytical. The majority of the topics included in this book arrived from my contributions during the last four years to the blog of Nature Bioentrepreneur/Trade Secrets to whom I acknowledge the opportunity to make this collection of topics. I could have classified the topics by theme but I decided to leave the topics in chronological sequence so that one can see how the reality of the Biotechnology changes continuously while the controversy around the issue persists These testemonies were produced from 2011 till 2015 .Sometimes expectations were not fulfilled and where corrected in the footnotes

 

Last Updated on Wednesday, 05 October 2016 13:27
Leia o livro na integra !!!
 


Contact on Line

If you want to consult ABCP on Line use Contact Us